05 setembro 2014

Roma

Nova que que passa distante
Com um amor calado 
Impossível como os ritos de serem revelados
Mas também é como quem faz compras
E é preciso durar um mês - o tempo de se engolir alguém
Fora isso é aventura
É o pão,
É cheiro verde
É a manga
São todas as outras frutas da casa...
É dupla jornada
Filhos, casa e casamento
Jardim, vizinho, 
É dinheiro pra festa
A lingerie nova
Pode tudo ser imaginação minha
Mas pode ser tudo burocrático



Aí salve até o Porto da Barra.

Nenhum comentário: