21 outubro 2015

O beijo de amanhã

Mande-me um beijo
Um cheiro 
Um alívio da vontade 
Uma foto de sorriso 
Uma palavra colorida 
Mande-me um beijo
Um pouco de saliva
Um aperto 
O desejo de olho 
Um chá de querer bem...
Mande-me um beijo
Se mande pra dentro de mim
Me perca em sua pele 
Deixe marcas invisíveis 
Mostre alegria em toda parte 
Mande-me um beijo 
Uma página qualquer 
Qualquer letra mal escrita 
Um sol sem soledade 
Um verso que extirpe a saudade. 
Mande-me um beijo
Num acorde 
Num "bom dia"  de chuva 
Numa flecha 
Numa mandinga displicente. 
Mande-me um beijo 
Com seu perfume 
Com suas inquietações 
Mande tudo com astromélias  e lírios 
E terei arranjos de você.

06 outubro 2015

Mais tempo

A busca por mais tempo
À procura de mais encontros
É o tempo da pedra 
Da folha e da poeira do chão 
Do momento deificado
E da brecha no instante. 
É o sorriso quando escapa dos lábios 
Extrapola o movimento 
Arregaça a inércia da mente
E transforma a miopia dos ouvidos
Num diálogo de olhos embebidos - 
à meia luz.  
A busca por mais tempo 
E de outras tantas novas fotografias 
É o tempo da luz 
Das horas e das flores da calçada 
Do barco apontado para o poente
Em dias de poucas nuvens 
E vermelho leve no cansar do dia. 
É a procura por sentido
Numa inconsciência de borboletas 
Que produz beleza 
Que surge doída
Que voa bendita
Que morre em seguida. 
A busca por mais tempo 
É o amor pulsando vivo
No lapso do olhar 
Na incompreensão das velhas letras.