15 julho 2012

parecendo ser!

Cansado de ser

de fazer tudo parecer
de sorrir sem jeito quando o que quero é bater
bater com a minha cabeça  no teu peito
e dizer 'vou te amar se eu puder, caramba!'


Preste atenção, coração tapado!

para quantos buracos ainda terei força
de lhe tirar, sem arranhões ou safenas?;
preste atenção,
que de tanto 'ção´chego a corar, a correr.


Eu quero é deixar de estar cansado

eu quero o direito à contradição
eu quero dizer 'te amo' e gritar 'cuidado'
sem regra e sem enrolação
disparar, parar, foder e me apaixonar


Coração incauto -

que ingenuidade é pecado -
observe os rombos da lascívia
tire proveito de toda perfídia
e se desdiga sempre que precisar.