29 maio 2009

p.r.a.t.o.(.a.).s.

um prato e uma prata de faltas

um casco e um lombo


o asco e o assombro


teus desejos e minhas falas


numa prata e pratos de você


dados às alturas e aos meus pés


o amor e o terror


nossas falas sem beijos


mas o prato cheio de pratas


que ligavam coisa alguma


o não poder e a necessidade


e os beijos que não se dava porque se falava


e minhas pratas amontoadas


guardando lembranças


em cima de pratos


que não beijo mais... falo!