12 outubro 2011

fallen angels

Caem os objetos
Ficam as objeções 

Cai do meio-do-caminho
E permanece inteirinho

Cada queda um buraco
Fica mais apertada a dança

Caem, tendo apenas olhos mexer 
E dane-se quem irá emudecer 

Cai, mas volta para o escaninho
Roto e limpo, carregado e desinvestido 

E quando caem as objeções
Já não há mais sentido.