30 julho 2010

N.ã.o.

Onde é que o não engasga?
Fica preso e maltratando
feito uma espinha gigante
de um malfeito peixe-imaginário...

Por que não dizer o não?
Por que criar um câncer
uma neurose
Fazer um sintoma para se sentir melhor?

Que arcaicos grilhões prendem estas letras?
De que são feitos os elos desta corrente?
Tesa, tensa, cinza, agressiva, intrépida
e capaz de asfixiar sem o menor toque.

Dizer é mais que pronunciar...
amar é mais que dizer sim...
desejar é mais do que necessitar
o não é mais que uma negação...

O não que preciso dizer
ultrapassa as pregas da minha voz
é maior que o meu desejo
não cabe mais em meu corpo

É o que você precisa ouvir!

Um comentário:

Lúcia Gönczy disse...

Um SIM pro seu Não. super bonito. abs

Lúcia Gönczy