16 maio 2011

c.i.c.l.o.p.e.

é de onde saem as lágrimas, 

(e entram sabores)


mas é por onde te apreendo,

(muitas vezes repreendo e aprendo) 


é onde não minto, 


(impossível - tem brilho próprio)


e poderás, querendo, ler-me por inteiro.


(sem pular qualquer parágrafo)

Nenhum comentário: