11 fevereiro 2011

r.e.q.u.a.l.q.u.e.r.c.o.i.s.a.

você me faz parar 
como quem fia
recria, alinha
a linha que me guia
já fez tanto pensar
gravar, acumular
como quem toma nota
para se fazer notar
refia
retalia
retina
recomeça
a pousar numa sombra
onde as contas não se espalhem
onde o amor não se repare
ou por nós desfie.

Nenhum comentário: