17 fevereiro 2011

é.g.o.ï.s.t.e.

Quero
Eu o quero
em grandes saltos
passo a passo
num mergulho profundo
sem segunda chance.

Quero
Eu o quero
para que me deixe livre
no olhar descuidado
em gesto programado
para não me tirar do alcance.

Quero
Eu o quero
desprendendo-se do tempo
acostumado com nosso suor
com a guerra e as flores que trago
dentro do mais ligeiro relance.

Quero
Eu o quero
mas esqueça o romance.

Nenhum comentário: