05 dezembro 2010

m.a.c.h.a.d.o.s.

Não foram os machados
mas um único raio 
de seu contraponto
que retirou ou véus varal
desgrenhou os cabelos 
sem 
subir
qualquer 
tom

sem ouvir qualquer som

Não foram os machados
mas os espelhos que refletiram
o aroma diferente que volta à areia
o sentimento de pertença lhe era estranho
sendo
inteiro

sendo verdadeiro

Não foi o golpe presto de um machado
mas 
tudo
bem...
os pássaros pousam na minha varanda

e as velas queimam tranquilamente
tendo desejo
(en)tendo-me guerreiro.

Nenhum comentário: