21 junho 2010

D.á.d.i.v.a. d.e Í.s.i.s.

Coloquei um fim

um fim na ilusão

na amizade-colorida

na mão estendida

Minhas lágrimas não cessam

meu coração me açoita

seus olhos me esfaqueiam

sua indefinição conseguia calar-me

Coloquei um fim em mim

no que nasceu e morrerá hoje

mesmo tendo vivido meio ano

ou foi o ano que me partiu ao meio?

Tolerarei

Cantarei

Adoecerei

Até que o tempo me cure

Apostei

e o empate é para os outros.


continue sendo holofote

enquanto busco

o brilho de uma estrela. 

Ainda que distante

ainda que me queime

ainda que me ame!

Um comentário:

Paola Bracho disse...

Pérola só nasce de dor...