13 julho 2009

n.ú.m.e.r.o.s.

temos um número, um basta!


um padrão e uma meta

um na porta da sala

outro na ponta da testa

temos um número no corpo

nas almas...

que Cristo deixa ou leva

nas mercadorias de grifes famosas

nos pratos das balanças assimétricas.

temos um outro no espelho

de costas

ou de frente

não são os mesmos.

mudam nos olhos, nos medos

ainda temos os números que tentam competir com o desejo.

nos poemas eles se repetem, repetem

repetem.

no quadro da vida

escrita, lida, rezada, murmurada

na palavra (não-bem-quase) dita

realizamos um número que não é.

Nenhum comentário: