09 novembro 2014

Tarja preta

Quero dizer que parei
com os tarjas pretas
com os sorrisos amarelos
com a camisa aberta até o peito

Quero avisar que não dá mais
para dividir intimidade 
para morrer de ansiedade 
para assistir aos filmes mal acompanhada

Quero dizer que parei
de comer qualquer coisa
de comer qualquer um
de comer sem forme, mesmo com muita gula

Quero avisar que não dá mais 
pra ir para a academia pensando no outro 
pra ter fé sem me conhecer primeiro
pra amar sem ter uma música e alguns segredos

Quero dizer que parei 
de me obrigar às suas obrigações 
E que já não dá mais 
para sorrir e chorar pelas suas contradições 

Quero dizer que parei com os tarjas pretas.

Nenhum comentário: