21 junho 2011

d.i.m.i.n.u.t.o.

O poeta está vivo
 
ainda que tristeza não tenha fim...
 
é um dos seus alimentos preferidos
 
enquanto brinca com as pepitas de felicidade.
 
O poeta está vivo
 
pois quando o amor é uma flor
 
ele sente cheiro de pedra
 
e saboreia sua inquietude.

Nenhum comentário: