27 abril 2009

Fênix II


Eu caí
pensando ter o mundo
você e muito mais
Confundi o chapéu panamá
a jibóia e o elefante
e a esperta rosa
Fui como uma flor
que desconhecendo sua verdadeira natureza
fica ao sabor de descuidados olfatos errantes
Mas vou levantar
tendo-me aos meus desejos
medos e um pouco mais de tudo o que falta
Sim, não levantarei flâmulas
ou escudos ou estandartes
- um mestre-sala do mundo
dançando, caindo, coreografando e dançando... endless
Na verdade sou como aquela flor
que surge do fogo
mora no tempo
vive de água
e - padece, enlouquece, carece, merece, desfalece -
morre de amor e paixões.

Nenhum comentário: