28 fevereiro 2013

VODKA

Tem coisas que começam num, ou em tantos, mundo e terminam em outros.
Deve haver clareza no "Eu sei!"
Deve haver um novo mundo em português.

Que começa no zodíaco
Que começa no vaso escondido
Que começará onde triunfei
Que terminará onde tu não serás rei.

Em meu domínio há um gringo;
em tuas mãos "para o moinho"
Nas outras : "para a enganação!".

Tem coisas que começam
Em algum outro mundo e terminam por aqui....
Tantas vidas se espalham (entre  espadas e escudos)
Quando o verdadeiro amor se dispuser.
Quando o meu bem olhar no infinito, estarei no raio do luar.

Nenhum comentário: